A Conquista (Encerrado)

Página 12 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Ter 05 Mar 2013, 19:53

Sieg

Sieg respiraria profundamente ouvindo aquelas palavras, balançando a cabeça negativamente mais uma vez.



- Era mais do que natural que fossem contrários a isso. Especialmente você, tendo em vista que sua esposa corria perigo. Cabia unicamente a mim dete-los, mas não o fiz. Entretanto, foi a minha decisão e tenho que arcar com as conseqüências, todos vamos ter que encarar a tragédia eminente em breve. As perguntas a respeito do que poderia ter acontecido que realmente perturbam...Não havia mesmo maneira de deter a ameaça na capital se tivéssemos deixado ele fugir? Nossa decisão foi realmente a correta? Perguntas sem resposta



Era basicamente o que passava em sua cabeça. Tirando o fato de se considerar sua culpa acima da dos outros, mas Keylosh tinha razão, era um pensamento que de nada adiantava. Restava apenas aguardar o que viria. Mesmo que para ele fosse um destino terminal, não significava que iria se acovardar e ficar esperando a morte chegar.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Ter 05 Mar 2013, 19:53

Ergo

'Então eu te seguirei Wall...' Ergo seguiu Wall até a Escola de magia. Naturalmente ele estava emanando uma aura benéfica de magia, [ Propagar o Bem, a tendência dele é Caótica e Boa, se se perguntam lol ] que animaria qualquer um que passasse perto dele. De relance viu a a oriental que diziam ser a mulher do Comandante. Sua visão mostrou que ela tinha sido contaminada por magia muito poderosa. 'A peste...' murmurou baixinho. Ele se dirigiu ao outro soldado que parecia ser um capitão ' Senhor, meu nome é Ergo Proxy, e sou um conhecido do Arqueiro Imperial e do Comandante da Forças Terrestres de Terânia. E tenho uma má notícia. Qualquer coisa que tenha contaminado a senhorita que é mulher do Comandante provêm da 'Peste'. Estranho dizer isso, mas a influência dele sumiu não tem muito tempo, logo suponho que ele tenha sido destruído. Não se preocupe, ela ficará boa na minha presença. Aguardarei por Lei Keylosh com vocês, se não se importarem.


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Zzrill

Ele ouviu a explosão de Sieg, que tinha razão, em seu ponto de vista. Tinham feito uma escolha, e arcariam com as consequências. Ele se afastou, só para ver os cadáveres ali. Notou apenas um pouco de cabelo loiro e uma orelha pontuda. Provável que era aquela pequena e graciosa elfa que acompanhava Ahmik. E por onde andaria Tana? Com toda certeza tivera o mesmo destino. Sentiu-se impotente e fraco. E conhecer isso gerou uma fúria sem tamanho dentro do coração do drow. Os olhos brilharam em um vermelho feérico, ao mesmo tempo que o corpo dele começou a emanar trevas. As 'asas' da Vollstandig que ainda estavam ativadas se tingiram de um negro erébeo e pequenos chifres surgiram na testa do drow [ Herança demoníaca - Possessão ] Em uma voz gutural ele gritou 'APOCALIPSE!!!! VAI PAGAAAAR! VAI PAGAR PELOS INOCENTES AQUI MORTOS!"

Cambaleando, naquela forma ele se dirigiu a Malak e ajoelhou denovo. Na mesma voz gutural, embora tentando ser mais 'apresentável' ele disse 'Se desejar, Senhora das chamas, posso trazer duergares aliados a mim da minha cidade natal. Eles podem reconstruir seu castelo a partir do nada, literalmente. E meus irmão de armas poderão fornecer proteção enquanto isso. Sei que não sou um exemplo em conter impulsos e nem faço isso para garantir seu perdão. Apenas uma ajuda de um aliado. Não precisa aceitar agora. Se precisar quando partirmos mande um mensageiro. ' Ele se ergueu, ainda mantendo aquela forma, embora parecesse um tanto normal em suas ações.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Ter 05 Mar 2013, 19:54

Ahmik

Ahmik iria correndo até o lugar onde o navio estava. Estaria ofegante, mas bem, graças a magia da forma divina. Ahmik não tinha nada a dizer, somente sentia-se responsável e com ódio daquilo que aconteceu. Lilyana fora intransigente, ele a havia avisado e fora a isso que tinha chegado. Morte somente.

Naquele instante em que medo, raiva e tristeza se misturavam o que ele podia fazer era silenciar-se em um casulo de sentidos e memórias.

Ahmik não precisava do corpo da elfa e naquela confusão pensava em ressuscitá-la. O Amenti retirou da bolsa seus pergaminhos, jogou-os no chão, jogou-se no chão e começou a arranhar as pedras fumegantes de Firelands. Não ouvia as lástimas de seus companheiros ao redor. Começou a entoar um cântico de morte, um cântico áspero, que apesar de não ser em língua comum, inteligível aos outros seria facilmente sentido, afinal emanava auras de Morte, não era nada forte demais, Ahmik não era forte demais para o feitiço do Redivivo, mas naquele momento ele queria ser forte o bastante.

Em algum tempo de cântico e o feitiço e sua aura de Morte começaram a falhar, nada mais aconteceu, apenas o desconsolo rompeu o silêncio do Amenti, num réquiem de penúria de um pai sem sua filha.Chorava baixo e se lamentava pela sua descuidada opção.

- Não consigo...ela está morta.. - gaguejou e ficou ali, apenas esperando.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Ter 05 Mar 2013, 19:54

Malak para Zzrill

Outra vez Zzrill ajoelhando-se diante dela. Outra vez não entendia aquela súbita "submissão", aquele súbito "respeito", mas pensava em ainda tentar entender… Algum dia. Malak olhou-o, ouvindo sua oferta e permaneceu em silêncio por mais alguns instantes.

- Agradeço… Mas não, não precisamos de sua ajuda ou de seus aliados. Volte para Terânia, certamente precisam de ajuda lá. - voltaria a observar os destroços do castelo, ainda sozinha.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Qua 06 Mar 2013, 19:00

Melantha

O aparecimento das outras pessoas na escola fariam a ninfa voltar a colocar as ideias em ordem. Olhava para os soldados tentandose lembrar de algo. Sua tentativa de lembrar porque precisava de um soldado em específico foi interrompida por Kraven, mas ela deu um sorriso ao ouvir as palavras dele.

-Pode deixar. Antes do final do dia, dou uma passada lá. - deu um aceno com a mão quando saíram da escola.

A primeira parte do discurso do capitão Lawrence foi mais "blablabla Whiskas Sache" para a ruiva, que estava voltando mentalmente todas as informações que teve desde que chegou a cidade. Tinha se lembrado, mas o homem continuava a falar. A segunda parte ela ouviu, mas sem se concentrar completamente.

-Ok, muito legal esse acordo de vocês e tudo mais, mas estou aqui por motivos pessoais. Vim atrás de Draenelle pra faezr umas perguntas mas o senhor Kraven disse que e ele não estava e então eu poderia talvez conseguir alguma coisa com um tal de Wall.¹ O Senhor poderia me dizer onde ele está?- a barda tentou ser o mais cordial possivel na sua fala, apesar de estar sem cabeça para tentar ser mais educada.

OBS: ¹ Reli e nenhum momento o Wall falou "oi, sou Wall" ou alguém o chamou pelo nome quando a Mel tava perto pelo que eu vi, só se tou cega e pulei essa parte.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Qua 06 Mar 2013, 19:01

Sieg

Ao contrario do sumo-sacerdote que parecia ignorar as ações dos demais, Sieg observou enquanto ele preparava aquele ritual. Apesar de que o próprio era proibido pelas suas crenças de realizar esse tipo de magia, uma vez que a morte chegava ninguém poderia desafiar o destino, tinha conhecimento de ser uma pratica longe de incomum por aquele local. Finalmente, viu o termino do ritual e ouviu o choro seco e amargo de Ahmik. Não havia o que ser dito, especialmente Sieg que não era exatamente a pessoa mais sociável ou com o dom das palavras. Entretanto, entendia o que ele sentia, naquela mistura de medo e culpa. Aproximou-se deste e colocou uma das mãos em seu ombro. Se Ahmik olhasse para Sieg, veria que este estava de olhos fechados olhando para baixo, uma demonstração que lamentava da mesma forma e compartilhava de toda aquela tormenta de sentimentos, mesmo sem dizer palavra alguma, muitas vezes gestos acabam sendo uma substituição para o que as palavras não preenchem...

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Sex 08 Mar 2013, 09:37

Ergo, Minami, Melantha, Ral'Ylin, D'Raven:

A elfa agradeceu ao que foi dito com uma reverência levemente majestosa, mas acabou preferindo ficar quieta, indo até Melantha, a abraçando apertado.



- Fiquei preocupada... - Disse Ral’Ylin enquanto apertava a ninfa. - Temos passe livre agora, vamos ver se podemos encontrar o regente. - Claramente se referia a Joshua. Puxou a ninfa pela mão assim que informasse sobre Draenelle, levemente cansada, e por causa disso seus movimentos eram frágeis e mais delicados. - No fim, não sei ao certo porque veio conosco. Sei que querias falar com Joshua, mas não sei o que. O que... te aflige?



D’Raven por sua vez era o que mais teria afinidade com os militares da Capital. Era difícil saber quando um Dragonborn sorria, mas seu tom mostrava um ar divertido e entusiasmado.



- Sem agradecimentos, estamos aqui para isso, para ajudar. Pretendíamos fazer uma demonstração de gladiadores, mas me parece que não há mais essa necessidade. Mas diversão de lado, vamos precisar encontrar de onde a lupina contraiu a doença. Como são frágeis a iluminação, sugiro levarmos todos os nossos dragonborns vermelhos e pessoas que possam invocar luz e/ou fogo, métodos bem mais diretos para controlar e purgar o que pode vir a ser ameaça de novo! E quanto mais cedo, melhor.



[Para Ergo/Minami/Melantha: Em reação à aura da bondade, vai sentir a aura do Sol, que é caloroso, amigável e confortavel, fonte vem da elfa do sol]

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Sex 08 Mar 2013, 14:28

Firelands

Malak

Lei agradeceu todas as gentilezas e foi embora dali rapidamente. Malak estava certa. As perdas haviam sido muito grandes para ambos os lados. Flamejantes e teranianos sequer tinham energia para continuar em atritos. Os dois lados saíram derrotados daquele episódio.

Várias equipes trabalhavam para retirar os destroços do castelo e do posto militar, e ajuda era enviada até a vila da fronteira para tratar os sobreviventes. Algumas pessoas consideravam os Imperiais os culpados por tudo aquilo, mas essas crenças seriam desmentidas rapidamente quando a notícia de que a cabeça do responsável estava em exposição próxima ao castelo.

Seeje ajudava a retirar os destroços do castelo quando achou algo em meio às pedras. Ele pegou o objeto e foi até Malak. Era a chave que ele havia entregado para a campeã para que ela pudesse abrir a porta da câmara da gaisra. (Caso Malak não tivesse guardado consigo anteriormente) O objeto ainda estava preso à corrente e ele o entregou à Malak:

- Peço que guarde isto, Senhora. Não destruiremos esta chave enquanto a gaisra não for vingada. – Disse Seeje, ainda com pesar na voz.

Lentamente, a notícia da vitória de Malak contra a grandiosa ameaça se espalhou pelo reino. Alguns relatos se prendiam à verdade e descreviam a ajuda dos Imperiais. A maioria, entretanto, contava como a Senhora das Chamas com seu exército flamejante salvou Firelands. Pelos próximos meses, habitantes de diversas partes do reino iriam até o castelo da campeã buscando se alistar no exército ou apenas para tentar conhecer a campeã pessoalmente. Os admiradores se transformaram em seguidores e a influência de Malak em Firelands cresceu vertiginosamente em alguns meses.

Enquanto isso, nas profundezas de um gigantesco vulcão no coração de Firelands, um mensageiro apressado adentra uma sala de trono e diz:

- Lorde Pyron! Perdemos mais cinquenta soldados ontem! Eles abandonaram nossas fileiras, dizendo que iriam até o sul para se juntar ao exército da Senhora das Chamas!

A enorme criatura com chifres e pele rígida e vermelha permaneceu alguns momentos em silêncio. Parecia pensativo. Bufou ligeiramente, exalando chamas de seu nariz e boca, o que assustou o mensageiro. O Lorde disse, então, com sua voz gutural e distorcida:

- Então a campeã está formando seu próprio exército. Interessante. Eu a fiz Senhora das Chamas. Ela deve obediência a mim. É uma cadela que está mordendo a mão que a alimenta. Está na hora desta cadela aprender uma lição.

-FIM-




Em frente ao portal

Sieg, Ahmik e Zzrill

Lei fez um afirmativo frente ao grito de Zzrill. Sim, Apocalipse ia pagar caro. Ele iria enfrentar a fúria de todas as pessoas que sofreram com os atos de seu Cavaleiro Peste. Lei se aproximou de Ahmik e o abraçou de lado, a voz saindo com dificuldade:

- Joshua fará o melhor dele também. Nós não desistiremos de tentar trazê-las de volta, Ahmik. Eu prometo. Venha, meu amigo. Precisamos ir. Faremos todas as devidas homenagens na cidade que elas chamavam de lar.

O portal ficou pronto. Ele dava em uma área ao redor da Cidade Imperial onde era permitido este tipo de artifício. Os soldados teranianos, após recolherem os colares de seus amigos caídos, passaram através do portal, e depois seria a vez dos Imperiais. Lei acompanharia Ahmik o tempo todo e esperaria Sieg e Zzrill. Assim que todos tivessem passado, o portal se fecharia. (Vá para a ação “Todos no jogo”)






Terânia – Cidade Imperial

Todos no jogo

Sieg, Ahmik, Zzrill, Lei e os soldados teranianos (e Draennelle também, pra efeito de jogo) surgiriam nos arredores da Cidade Imperial através do portal. Não demoraria até que se juntassem aos outros soldados do posto avançado mais próximo. Um transporte seria providenciado a todos para que fossem até a cidade.

Enquanto isso, no interior da escola de magia, o capitão Lawrence ficava surpreso com a revelação de Ergo:

- “Peste”?! Sim, foi uma peste com certeza, meu rapaz. Ou está se referindo a alguém? – O capitão não faria a ligação com Apocalipse se maiores detalhes não fossem passados. Quanto ao que Melantha perguntou, o capitão deu um pequeno riso, respondendo:

-Ora, o soldado Wall é o rapaz que saiu com Minami há poucos minutos! Peço perdão, não sabia que você estava à procura dele e que não sabia quem ele era. Se correr, ainda conseguirá alcança-los. – Disse Lawrence, apontando a porta. E, de fato, se Melantha saísse naquele momento e olhasse em volta, veria Wall ajudando Minami a andar no final daquela extensa rua.

O soldado Wall, por sua vez, tratava de confortar Minami:

- O capitão não dirá nada, Minami! Você foi uma vítima desta coisa tanto quanto o resto de nós. Ajudou a cidade lutando contra as criaturas, mesmo no estado em que você estava. O povo da Cidade Imperial não deve ter nada a você além de gratidão! – Disse o rapaz, que iria retirar a própria capa e cobrir Minami, se ela decidisse se livrar de todo o quimono. Melantha apareceria à frente deles, caso ela decidisse alcança-los, e ficariam ali conversando. (Este diálogo pode ser feito posteriormente)

A notícia de que os Imperiais haviam retornado chegou rapidamente. Todos estavam esperando o retorno do navio voador e sua tripulação, portanto, foi uma grande surpresa quando viram apenas soldados e alguns membros. O capitão Lawrence levou Ral’Ylin, D’Raven e Ergo até os portões para que eles se encontrassem com os Imperiais. Antes de qualquer coisa, Lei perguntou quem era o porta-voz de Uris, e apontaram Ral’Ylin. Ele foi até a elfa do sol e apertou a mão dela, dizendo:

- Joshua lhe enviou um recado através de mim. Ele foi diretamente para Uris, por isso não está conosco. – E depois continuou, falando a todos ao redor. – Eu sinto não termos voltado com o navio e todos a bordo. Vidas preciosas foram perdidas para o Cavaleiro do Apocalipse, a Peste. – O capitão Lawrence olhou para Ergo neste momento. A informação fazia sentido agora. Lei continuou:

- Ele está morto agora, mas anunciou o retorno de Apocalipse, e temos que estar prontos. Foi-me relatado que o batalhão de Uris ajudou a salvar a Cidade Imperial. Frente à ausência do Imperador e considerando minha posição de comandante das tropas terrestres, eu declaro aqui uma união com Uris. Nossos recursos serão combinados, nossos exércitos trabalharão juntos para manter esta terra livre de Apocalipse e de qualquer outra ameaça. Oficializarei a união com Joshua mais tarde. Por hora, faremos as devidas homenagens por estes homens e mulheres que se sacrificaram para nos dar a chance de continuar combatendo o mal em todas as suas formas.

Lei se virou para Ahmik em seguida:

- Ahmik, se não tiver forças neste momento, eu entenderei. Mas deixo em suas mãos a organização de um rito em homenagem a Tana e Lilyana. Todos aqui ficariam muito agradecidos, meu amigo. Conversaremos melhor sobre tudo mais tarde.

O barbudo então iria até Sieg, dizendo:

- Sieg, não sei exatamente qual era sua situação ou cargo, mas utilizando-me de minha posição, eu o declaro um Cavaleiro Imperial oficial a partir de agora. O que passamos e o que vimos em Firelands ficará conosco para sempre. Juntos, iremos impedir mais destinos trágicos como o de Tana. Eu acredito que seu aparecimento em nossas vidas não foi por acaso, meu amigo.

Em seguida, Lei foi falar com Zzrill:

- Zzrill, você fez algumas coisas das quais não gostei em nossa jornada a Firelands, mas deixemos para discutir seus impulsos mais tarde. Você colocou sua vida em risco para derrotar Peste, e isto é atitude de um verdadeiro Cavaleiro Imperial.

Lei iria atrás de Minami em seguida, queria ter certeza de que ela estava viva. Caso alguém ali quisesse realizar verificações mágicas em Minami, teria que pedir a permissão da oriental. Uma pedra grande e trabalhada seria colocada à frente do quartel com os nomes de todos que morreram pelas mãos do Cavaleiro da Peste. Se Ahmik organizasse a homenagem no templo, Lei chamaria todos os Imperiais para comparecer. Os guerreiros ficariam ali, cada um com seus pensamentos, enquanto o sol se punha através das frestas das paredes do templo.

Lei trabalharia em conjunto com as forças de Uris, seguindo o que D’Raven havia dito, para estarem melhor preparados caso aquela ameaça surgisse de novo. Um pensamento assustava mais do que tudo: Depois de Peste, viriam outros Cavaleiros do Apocalipse? Que tipo de ameaça enfrentariam agora? A resposta viria mais cedo do que imaginavam.

-FIM-





Extra:

No dia seguinte, Lei se teletransportou até a Fortaleza Flutuante através da área exclusiva que fica na Cidade Imperial a fim de relatar todo o ocorrido ao Imperador Renon. Foi até a construção principal da fortaleza, onde ficava a sala do trono, apenas para descobrir que Renon não se encontrava ali. Não havia qualquer vestígio de sua presença ou de seu paradeiro, e parecia que havia sumido havia algum tempo. O mesmo podia ser dito da Imperatriz Agatha: Ninguém a avistara há meses.

A fortaleza e a capital continuavam funcionando normalmente, mas pilhas de documentos se acumulavam nas salas da construção com centenas de assuntos do Império pendentes. Todas as audiências para decidir rotas de comércio, reajuste de impostos, importação e exportação de produtos entre os reinos e outros assuntos, tudo se acumulava. Até quando os reinos ficariam sem perceber a ausência total do Imperador?

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Seg 11 Mar 2013, 10:10

Sieg

Se durante aquilo tudo Sieg havia tido qualquer tipo de "progresso" na sua comunicação com o grupo, aquilo havia simplesmente sido "resetado" mediante aos ultimos acontecimentos, esperou os demais e adentrou o portal, retornaram até a capital imperial, encontraram soldados, ouviu a respeito de Joshua e da União com Uris, tudo isso no mais profundo silêncio.

(parenteses, caso alguem depois postar um dialogo respondo normalmente, mas de resto ele nada disse, fechando parenteses)

Ouviu as palavras de Lei a Ahmik e em seguida para si próprio. Fechou os olhos e curvou-se de maneira discreta e formal, semelhante a quando se conheceram. Ele tinha razão, Keylosh tinha razão na maioria das vezes de uma forma ou de outra.

- Farei tudo que estiver ao meu alcance comandante Keylosh.

Dizia brevemente, realmente levaria algum tempo para que ele estivesse bem, ou ao menos o "bem" no que diz respeito ao normal de Sieg, que não era la muito diferente daquilo. Ouvia as palavras ditas para Zrill sem se manifestar, apenas antes do grupo se separar faria um comentário a Ahmik.

- Se me permitir sumo-sacerdote Ahmik, sei que não faço parte dos clérigos de sua divindade mas...Eu gostaria de auxiliar nos ritos, farei conforme sua instrução e não questionarei sua vontade.

Sieg era um sacerdote afinal de contas, fora que não era dificil saber suas razões. Tão logo houvesse uma resposta, se prepararia para sair dali.

- Agora com a licença de todos, preciso me retirar aos meus aposentos.

O sacerdote faria uma saudação formal mais uma vez e se retiraria, e não era visto nos próximos dias após o culto em honra aos mortos de Firelands. Apesar de um soldado chamado William afirmar que ele seguidamente visitava a pedra do quartel altas horas da noite fora do alcance de todos. Verdade ou mais uma das histórias do soldado? Dificil saber. Para o ver de todos, ele apenas estava reservado devido a dor da perda e de uma escolha, fora de visão.

Ao menos até um pequeno acontecimento que logo ocorreria, fazendo com que mais uma vez, o destino de todos ali estivesse em risco.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Seg 11 Mar 2013, 10:11

Ahmik

Ahmik deixaria que qualquer um se aproximasse, as palavras de conforto apenas tocavam sua pele e o acalentavam de alguma forma, mas não estava ouvindo realmente, deixou-se ser carregado pelo portal e sentiu muito pelas perdas, em seu íntimo.

Ao chegarem até a Cidade Imperial, a distância da guerra o deu um pouco de forças, e o reconectou ao mundo. Suas feições agressivas do Khaibit já deixavam seu corpo, e devagar a coloração negra da morte deixava-se limpar pela morena cor do sacerdote.

- O culto será feito em honra aos nossos mortos! Devemos elevar nossos agradecimentos às almas que partiram dessa terra. Sieg, pode me ajudar sim, será um prazer recebê-lo em nossa Igreja.

Ahmik se retirou da presença dos demais, prepararia a Igreja para receber o luto, o seu e das demais pessoas que perderam naquela batalha seus parentes.

-----------------------------------------

Anunciando a chegada da noite, os sinos tocaram solene, convidando aqueles que choram a partilhar com os deuses as suas preces. Ahmik estaria presidindo como de costume, elevando as preces aos deuses junto aos demais e dando a todos ali as lembranças que restavam da morte. Não estava satisfeito com a ida de Lyliana, e apesar de sua complacência aparente, sua alma era fustigada de raiva. Ele não aceitaria aquela morte, dessa vez não.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Seg 11 Mar 2013, 10:12

MALAK

Acompanhava o trabalho dos soldados em retirar os destroços do castelo, mantendo-se um pouco afastada. Arquitetava, passo a passo, o que seria preciso para reerguer seu exército, seu castelo e a segurança das terras quando Seeje se aproximou com a chave em mão. Segurou o objeto e observou-o com mais cuidado, murmurando em seguida para Seeje.

- Vi, desde o começo, que sentia algo muito grande pela gaisra. Lamento que tenha me apresentado a ela tão tardiamente e que tudo tenha terminado assim. Vingaremos sua morte e de todos os outros soldados que perdemos nessa batalha. - colocou a corrente, deixando a chave dentro de suas vestes.

Ao longo dos meses seguintes a campeã se focou em reconstruir o que havia sido destruído e em fortalecer seus exércitos. Não desmentia as histórias, ainda que fossem um pouco exageradas: era bom que conseguisse mais apoio, mais aliados. A cabeça de Domo havia sido 'empalhada' e agora estava exposta em uma das paredes do hall do castelo de Malak, visível para todos que a visitassem. A Senhora das Chamas ainda pretendia adornar mais a parede ao longo de sua vingança e dos planos que pretendia executar.

Manteve-se mais reclusa, mais discreta. Precisava se preparar para um grande avanço... ou para uma grande derrota.

MINAMI

Aceitou a capa de Wall para se cobrir, largando o quimono em um dos cantos da rua enquanto seguiam caminhando. Já não conseguia esconder bem sua aflição, a ansiedade em reencontrar Lei após tudo o que havia acontecido. Interromperia sua caminhada apenas se Melantha surgisse; caso contrário, aguardaria em casa por Lei.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Seg 11 Mar 2013, 10:13

Ergo

Ergo apenas meneou a cabeça "Infelizmente falo de uma criatura. Não sei como Lei e os Cavaleiros Imperiais conseguiram tamanho feito, mas creio que não vai ser sem consequências. Pena que não pude vir mais cedo... " Ergo mordeu o polegar em frustração. Oloth estava muito ativa por esses tempos, e se ela tomasse conhecimento de Apocalipse seria uma desastre para essa dimensão. Virando a cabeça para porta, ele sentiu uma energia que lhe era bem familiar.

O Emissário dos Deuses se dirigiu até a porta só para ver os Cavaleiros Imperiais em uma situação lamentável. Claro que eles não enfrentariam um dos Cavaleiros do Apocalipse e sairiam ilesos. Ele se dirigiu a Lei e o olhou de cima de sua estatura, que era praticamente o dobro do barbudo comandante " Lei Keylosh. Certo que este é um momento triste, pois poso ver em suas faces. Queria eu ter chegado mais cedo, Comandante... ' O Emissário curvou se um pouco, em desculpas. 'Enfim, como eu consegui suprimir as forcas do Abismo por ora, me aliarei com Terânia, por este momento. Sinto que devo combater Apocalipse, tanto quanto Oloth...

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Zzrill

Zzril desfez sua Vollstandig apenas para cambalear para o portal. Em seguida viu Ergo e apenas acenou para o amigo, demonstrando um cansaço extremo. Não só ativara a Volstandig várias vezes em um dia só, mas também acessara sua Herança. Isso colocava uma pressão extrema no corpo dele. Ouviu fracamente a bronca de Lei para com ele e sorriu. ' Ora Lei, sabe que gosto de batalhas... Eu aceito qualquer punição, mas me deixe descansar, sim? Também vou treinar para conter minha 'herança' e para minha sorte Ergo está aqui. Isso já ajuda Terânia como um todo... ' o drow apenas falou isso para cair ali mesmo, exausto. Se o examinassem veriam que ele estava apenas dormindo profundamente.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Seg 11 Mar 2013, 17:01

Ral‘Ylin certamente não esperava o ato de Lei, e ficou assustada com o aperto de mão. Mas no momento do aperto, uma leve brisa fez com que os fios de cabelo da elfa voassem para trás e então acenou positivamente.



- Será interessante manter relações com Terânia, Comandante Keylosh. Ouço muito de ti em Uris. - Depois do aperto de mão, a mesma reverenciou o comandante cordialmente.



D’Raven mais tarde foi apresentado ao próprio Lei. O dragonborn pareceu entusiasmado e interessado na força do comandante naquele instante, mas deixou sua vontade de testar forças para mais tarde.



E assim que os assuntos terminaram com um acordo de aliança entre os dois, D’Raven e seus dragonborns retornaram a Uris. Quem apenas permaneceu mais um tempo foi Ral’Ylin até terminar assuntos diplomáticos pendentes.







EXTRA [támbem!]:



Bem longe de Terânia, a mais de kilometros de profundidade do nível do solo...



- Está na hora de trazer meus dois aliados de volta. Juntem os filhos de Bhaal e tragam a coroa de Myrkul... - Disse uma voz grossa e gutural de um homem.



- Está na hora... da Horda se levantar. Morte a todos os que não se juntarem a nós... - Respondeu uma voz feminina, melodiosa e ao mesmo tempo fria.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Admin em Seg 11 Mar 2013, 17:02

Melantha

Ao receber a resposta do capitão Lawrence a ruiva arregalou os olhos.

-Muito obrigada! -disse se virando pra dar os primeiros passos até que se tocou que tinha ignorado a elfa do sol.

Se virou para Ral'Ylin e lhe deu um beijo na bochecha.
-Obrigada por tudo.

Depois deu meia volta e saiu correndo o mais rápido que pode atrás de Wall, parando na frente dele e Minami, esticando a mão para pararem enquanto sua respiração voltassem ao normal.

-Você... é o Wall, certo? Preciso falar com Draenelle urgente e me falaram que talvez você pudesse me ajudar... É que... eu tive uma visão em que ela aparecia no lado de... um bardo elfo e preciso muito... Muito saber dele.

Não se importava que a oriental estivesse ouvindo a conversa.Vai que ela sabia de algo também.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Conquista (Encerrado)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 12 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum