E quando se pensou que não haveria mais notícias do Imperador... (Encerrado)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

E quando se pensou que não haveria mais notícias do Imperador... (Encerrado)

Mensagem por Admin em Seg 16 Set 2013, 13:14

[Categoria: Esporádico]

[Resumo: Katherine Raven retorna depois de um ano sumida. Ela invade o quartel-general da Cidade Imperial e vai até a sala de Lei, revelando a ele que Renon está vivo, mas está em um lugar de onde não pode sair. Ela traz a menina Diana, filha bastarda de Renon com a valquíria Rhea. Katherine revela que Renon quer que Lei cuide de Diana e que ele se torne o novo Imperador.]







Katherine Raven
*Era noite, estava tudo tranquilo. Nada parecia estar fora do normal. Oficiais experientes logo saberiam que isso era um indício de que algo não estava correto... Lei provavelmente estaria em sua sala, com seus afazeres, ocupado com a burocracia que agora o cercava. Na porta, do lado de fora dali, ele ouviria barulhos incomuns, como o de metal caindo devagar no chão. *

Lei Keylosh
*De fato, Lei estava atarefado com toda a burocracia decorrente do sumiço do Imperador. Ainda não havia se recuperado da última aventura junto de seus companheiros, e o cansaço lhe tomaria conta naquela sala, se não fosse por aqueles barulhos. Ele se levantou imediatamente e foi até o lado de fora para averiguar o que era aquilo.*

Katherine
*Assim que abriu a porta ele veria a seguinte cena: Caíndo para dentro da sala, um dos soldados estava desmaiado. Desmaiou encostado na porta, e caiu quando Lei a abriu. O segundo soldado de guarda ali estava prestes a desmaiar, sofrendo com uma chave de pescoço, aplicada por uma mulher de cabelos escuros, armadura negra e com detalhes dourados, que tinha no outro braço o que parecia ser uma menina, com seus 4 ou 5 anos, dormindo apoiada em seu ombro. Ela olhou para Lei, e demonstrou uma expressão de constrangimento, olhando para ela com o único olho que possuia...* Peço... Perdão... Pela invasão e por agredir os soldados... Mas parece que eles foram treinados, e conseguiram me detectar antes que eu fosse capaz de invadir... *Ela liberou o soldado, devagar, para que não se machucasse na queda. Lei lembraria apenas do rosto dela. Katherine Raven...* Keylosh... Podemos... Entrar? *Perguntou sem jeito por ser pega naquela situação...* Vim cumprir as ultimas vontades de três pessoas....


Lei
*Lei pegou o soldado no colo assim que abriu a porta, antes que o rapaz caísse de cara ao chão. Em seguida, fitou a mulher e sussurrou para si mesmo.* Katherine... *Lei sabia que aquele não era um trabalho de assassinato ou coisa parecida. Ele sabia que ela teve o cuidado de não matar nenhum soldado, além da criança que carregava no ombro. Sem muitas opções, Lei apontou o lado de dentro do quartel em direção à sua sala.* Claro. Fique à vontade. Deixe os soldados aqui fora, eles acordarão com apenas uma dor de cabeça. Mas admito que sua vinda é uma total surpresa para mim.

Katherine
*Ela adentrou, em silêncio. Mesmo com botas de metal ela não fazia barulho. Observou o lugar rapidamente, sempre carregando a menina, que tinha um belo par de pequenas asas nas costas, era loira, com um belo rosto. Dormia profundamente. Quando Katherine passou pro Lei, ele pode ver, no pescoço da menina, marcado a ferro quente, um símbolo de Apocalipse.* Peço perdão pelas maneiras... Mas eu não podia causar alarde, e você não podia ser encontrado em nenhum outro lugar. *Suspirou antes de continuar.* Vim cumprir a vontade de três pessoas... Que acharam justo que você tivesse a guarda da princesa na ausência deles. Os pais acharam que você poderia conduzir a pequena valquiria com retidão, e evitar que se torne uma guerreira sanguinária... E a sua amiga Celestia concordou, pois confia nas suas decisões, commo fez no passado. Eu vim até aqui a pedido de Renon, Rhea e Celestia. O ultimo pedido deles foi que você criasse Diana...

Lei
*Lei havia se encostado na mesa de madeira no centro da sala e deixou que Katherine ficasse à vontade. Os nomes que ela citou caíram como uma bomba nos ouvidos do barbudo, que a fitou com uma expressão perplexada.* Celestia? R-Renon?? Estão vivos?? Vc sabe onde estão??

Katherine
*Ela suspirou. Seu rosto, visivelmente desfigurado, e o olho que faltava, coberto por uma lente, adquiriu um tom de melâncolia.* Algumas verdades não são boas o bastante. Algumas vezes, as pessoas merecem mais, merecem ser recompensas com mais do que a verdade. Sim, eles ainda existem. Mas... sacrificaram tudo, por todos, e isso é mais do que deve ser revelado, pelo bem de todos. Seus paradeiros são desconhecidos. Um exílio necessário. Eu contarei o ocorrido com mais calma, em outra ocasião. Nosso desaparecimento foi... Necessário. Foi parte de uma ação desesperada... Eu te explicarei mais a frente. Alguns de nós... Morreram. Foram sacrificios enormes, perdas inestimaveis... Drake... Vingadora... A Imperatriz... E o Principe-Herdeiro Roland.... *falou com pesar*

Lei
Agatha? E Roland?... *Balbuciou Lei, colocando uma das mãos tampando a boca, enquanto os olhos fitavam uma direção aleatória sem piscar. Cada notícia era uma bomba pior para ele. Demorou alguns longos segundos para conseguir dizer algo de novo.* Hã... eu... vc sabe quem fez isto com eles?

Katherine
*Ficou com o olhar perdido por instantes...* Sim... Pretendo contar-lhes tudo, mas não agora... Tenho assuntos que precisam ser finalizados. E estarei pronta para me entregar, como traidora e desertora, pelo abandono do Império. Peço apenas que agora, neste momento, você cuide da pequena princesa... Entreguei a Malak o cuidado do filho dela com o imperador, Arthur. Os acontecimentos foram... Totalmente... Inexperados. E Renon tomou as únicas medidas que poderiam ser tomadas na época. Nós escolhemos sacrificar nossas vidas, nossa honra, tudo, para preservar o Império. E ele confiou que tudo estaria em boas mãos. *Pigarreou por um momento.* "Raven, diga a Lei que não haveria outro nome para comandar o Império. E diga que 'há coisas que um Imperador precisa saber.' e que ele já as conhece." *Pigarreou denovo.* Estas foram palavras diretas dele a você.

Lei
*Lei fitou Raven por alguns instantes, ainda perplexo. Andou um pouco pela sala antes de respirar fundo e responder, de maneira firme.* Eu... eu fico feliz que Arthur voltou para Malak. E eu aceito Diana como minha filha adotiva. Eu governarei o Império da melhor maneira possível, mantendo-o unido até que Renon retorne. E eu sei que ele retornará um dia. Eu tive dúvidas, chegando a crer que Renon havia abandonado o Império, mas ele se sacrificou para salva-lo. É uma pena que perdemos antigos membros, a Imperatriz e o herdeiro... Eles serão lembrados para sempre. Eu prometo que cumprirei estes desejos, Katherine.

Katherine
Você não deve... *Raven interrompeu a si mesma, levando a mão livre aos próprios lábios.* Você... está certo. *Caminhou em direção a Lei, entregando a pequena alada para ele. Ela sequer acordaria, dormindo muito profundamente.* Apenas Malak e Joshua estão cientes destes fatos. Joshua ao mesmo nível que ti, e Malak apenas sabe que o filho retornou. Devemos manter a fé... E ela será recompensada. Alguns de nós não se importam em ser crucificados se o bem maior persistir. E o povo precisa de heróis, como você. Fizemos aquilo que era preciso para o Império. Porém você fez o que o Império merecia. E isto deixaria os ex-regentes orgulhosos. *Caminhou em direção a saída.* Me apresentarei para custódia em dois dias. Preciso apenas encerrar um último assunto... Obrigada por me ouvir...

Lei
*Lei segurou a menina com cuidado, já com alguma prática em dar colo. Ele então respondeu à Raven, controlando o tom de voz para não acordar a pequena.* E obrigado por me trazer estas notícias, Raven. Vc também é uma heroína e ficarei feliz em mostrar isto a todos em dois dias. Estarei esperando seu retorno. Quanto ao resto, não se preocupe. Boa sorte no que quer que tenha pendente.

Katherine
Tenho... Um último pedido... *Parou pouco antes de sair...* Eu solicito a você que, nos próximos dois dias... Deixe a área da fronteira entre Terânia e Valkyrion sem patrulhamento... E que mande patrulhas apenas após este período de dois dias. Porque... Em alguns momentos... A justiça fica presas a amarras invisiveis, e sombras se aproveita da virtude e da honra. Nestas horas... Apenas a vingança pode resolver tais assuntos. E não quero que nenhum Imperial possa ser culpado pela última ordem que executarei.

Lei
Será feito, Raven. *Lei fez um afirmativo com a cabeça, fitando-a.*

Katherine
Até breve. *Ela observou sorrateiramente pela porta, e não vendo ninguém, correu em silencio pelo corredor, desaparecendo...*

Lei
*Lei andou até a porta, observando os arredores e certificando-se de que Raven havia ido embora. Fitou Diana novamente, imaginando como os outros reagiriam às notícias.*

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 1205
Data de inscrição : 21/06/2010
Localização : Nova Terânia

http://novaterania.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum