Interrogatórios pós Golpe

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Interrogatórios pós Golpe

Mensagem por Joshua Stranford em Qui 13 Fev 2014, 16:17

Objetivo: Interrogar todos que eram próximos ao ex-comandante traidor
Objetivo realizado? PARCIALMENTE
Personagens participantes: Draenelle e Joshua


Narrador
Logo após o golpe, foi necessário apenas alguns segundos para ter Draenelle e Zzrill separados. Juntos, com certeza era mais problema, mas a verdade era que muitos seguidores ou fiéis ao ex-comandante estavam ainda pela cidade e um a um foram caçados aos comandos do General. Draenelle não foi diferente. Foi uma lista gigantesca e ela e Zzrill estavam incluidos. Joshua conduziu calmamente com as tropas de Nova Terânia E Terânia ao mesmo tempo. Draenelle era cercada por soldados de defesa de elite, seus escudos de corpo eram suficientes para segurar as pancadas de gigantes com clavas. Por cima, em seu tronco, tinha em mira, mais de 50 arqueiros. Draenelle estava cercada completamente.


Joshua, General Imperial
- Desculpe Draenelle, mas com os últimos eventos, não posso me dar ao luxo de dar tratamento diferente a cada um. - Dizia a voz trovoante conhecida dela. Era o General. - Draenelle, por causa do Golpe realizado pelo ex-Comandante e traidor Lei Keylosh, estás sob investigação e passará por um interrogatório. Caso passe, estarás livre. - Joshua foi se aproximando e abriu uma brecha entre os cavaleiros bem armadurados.


Draenelle
*Draennelle deixou Zzrill descansando e retirou-se do alojamento por um momento, à procura de Lei Keylosh para decidirem se ela seguiria em Terânia ou daria o fora assim que o drow acordasse. Bem, quem procura acha, e com a elfa foi mais ou menos assim, com a diferença de que não encontrou o mago, e sim praticamente toda a guarda com suas armas apontadas para ela. Não é justo, pensava, estava sem nem um punhal. E aliás, por quê diabos estava sendo cercada? A explicação soou como um trovão sobre seus delicados ouvidos,  a jovem chegando a encolher os ombros pela altura daquela voz, aos poucos virando-se e vendo se tratar do dragão. Lembrava-se vagamente de Joshua, mas eram boas recordações, e o recebeu com um sorriso.*
- Tudo bem, eu entendo... Digo, entendo até ali. Que negócio é esse de golpe?! Lei Keylosh, o comandante?
*Ar surpreso, tanto pela atitude do ex Imperial quanto pelo acontecido em si. Apoiou as mãos na cintura, dando de ombros. Estava com um incrível arzinho divertido, aquilo quebrava a monotonia das manhãs quase sempre tranquilas de Terânia.*
- Tá certo, grandão. Não serei de muita ajuda se deseja informações... Mas bem, faça suas perguntas, terá minha colaboração total.


Joshua, General Imperial
- Muito bem, rapazes, façam o de sempre e levem-na para o quartel com os grilhões. - Virou-se para Draenelle com um ar mais tranquilo.
- É uma longa história, mas primeiro preciso que responda algumas perguntas no quartel. Todo o informativo será entregue às suas mãos depois do interrogatório.
Sem demoras, Draenelle foi escoltada. Dificil ver que ela estava algemada com tantos guardas ao mesmo tempo.
Assim que chegavam ao quartel de Terânia, Draenelle foi conduzida diretamente à sala dos suspeitos onde foi colocada para sentar ainda presa aos grilhões. Joshua dispensou qualquer outro guarda e se sentou do outro lado da mesa.
- Alguma pergunta relevante não diretamente relacionada ao seu estado e ao ex-comandante?


Draenelle
*Não gostava muito daquela idéia de ser acorrentada, mas entendia a necessidade. Um golpe por si só já era questão séria, mas para Joshua botar um bando armado até os dentes para escoltar uma elfinha "indefesa", é que a coisa tinha proporções muito maiores do que ela conseguia imaginar até o momento. Apenas concordou com a cabeça e foi conduzida com tranquilidade, não apresentando problemas. Na sala, sentou-se da maneira mais confortável possível, com aqueles grilhões  e correntes, dando um suspiro e um sorrisinho irônico -porém não hostil- ao ouvir a pergunta.*
- De relevante pra você? Não. Por mim, esses grilhões não têm necessidade de estarem tão apertados. Bem, desculpe a animação em um momento tenso pra você, vou recobrar minha postura.
*Leve ajeitada para maior conforto e procurou manter-se um tanto séria.*
- Ainda não. Quando o tiver, eu questionarei. Pode ir em frente.


Joshua, General Imperial
Joshua riu com graça com os comentários da elfa. Entrava na sala uma elfa do Sol onde carregava uma pasta e entregou a Joshua.
- Vejamos... - Disse enquanto colocava a mão na pasta. - Que eu saiba, já teria se livrado dessas correntes a essa altura e teria capacidade de ter derrubado aqueles guardas naquela hora. Agradeço por respeitar a autoridade local acima de tudo. - Joshua folheou a pasta calmamente e depois dispensou a elfa. O selo que o envelope tinha era o mesmo símbolo que o avô dela representava em muitos fatos.


Draenelle
*Sentiu-se um pouco melhor com o bom humor do general, entretanto preferiu manter a postura devida. Observou em silêncio a pasta e o que conseguisse ver do conteúdo da mesma, tentando não ser indiscreta e ao mesmo tempo satisfazer um tantinho da curiosidade. Deu de ombros, dispensando rápido olhar para as correntes.*
- Sim... Eu creio que já era capaz de fazer isso antes, mas agora... Agora eu tenho certeza que faria um estrago enorme se fosse minha vontade. À bem da verdade, Joshua, eu estou tão curiosa quanto você e em termos, estou do teu lado. Eu te prestaria favores ou serviços apenas com um pedido seu.
*Sorriu. Era ótimo estarem se entendendo daquele modo. Vendo a cara de estranheza do dragão, tratou de se explicar brevemente.*
- Meu lado demônia, Neeme, andou brigando comigo pelo corpo. Zzrill me ajudou a dominá-la. Daí você pode tirar as conclusões sozinho.
*Nada disse, apesar de ter notado o tal símbolo e já anotar mentalmente posteriores perguntas.*


Joshua, General Imperial
- Opa, vamos com calma, encrenqueira. Tudo a sua hora. - Continuou revisando a pasta, tinha várias papeladas com textos, mas o dragão fazia questao que ela não visse.
- Muito bem... antes de chegar a essa história, eu não estou preocupado com abissais e infernais. - Tinha um nariz bem empinado quanto a isso. - Primeiro... Recebeste alguma carta de Lei antes do dia do golpe?


Draenelle
*Apenas deu uma risadinha, começando a cruzar os braços para fingir indignação. Mas bem, ao ouvir o tilintar das correntes e ter os movimentos limitados, rollou eyes duas vezes: primeiro para o esquecimento acerca dos grilhões e o segundo pelo focinho empinadinho da lagartixa. Mas então sorriu outra vez, franzindo o cenho em seguida.*
- Carta? Não. Nem carta, nem comunicado nem nada. Na verdade, eu estava indo procurá-lo para saber de minha possível permanência por aqui, ele não estava se mostrando muito confortável com isso e eu não entendi muito bem porquê. Meu único contato desde a época de Firelands com o ex comandante foi "Zzrill, ensine-a a controlar o lado demônia e conversaremos se ela dá o fora ou fica por aqui". E só, não o vimos desde então.


Joshua, General Imperial
Joshua ficou...pensativo por um tempo. DEsde esse trecho, ele lia mais relatos com rapidez. Erguia o cenho algumas vezes até os relatos mais recentes.
- Certo... E perderam a cena no Adeptus Administratum porque estavam resolvendo esse impasse do teu traço abissal. Muito interessante. - Joshua pegou a pasta e passou por baixo da porta. Voltou-se para Draenelle e soltou as correntes.
- Agora me conte melhor essa história de pedir minha ajuda. Com a nova Imperadora no trono, tenho servido como conselho para ela últimamente. - sentava-se de novo e apoiava os dois braços na mesa.


Draenelle
*Esperou, um tanto impaciente, remexendo-se na cadeira. Assim que o general se levantou, ela entregou os punhos para que fossem soltos.*
- Sim. Foi mais demorado do que eu imaginei. As coisas pareciam ter acontecido muito rápido dentro daquele pentagrama... Mas quando "voltei", senti a extensão do quão longo e duro foi.
*Esfregava os braços e tornozelos, procurando reaver a circulação e sentindo aquele incômodo formigamento.*
- Bem... Eu não sei dizer muito. Porque eu perdi parte da minha memória. A questão principal é que, até então, meu avô é mais forte do que eu.
E eu não quero mais viver praticamente no inferno, sendo torturada todos os dias e ter meu cérebro picado como uma cenoura, cada dia sem uma rodela de memória.


Joshua, General Imperial
Joshua arqueou o cenho com calma.
- Eu vou te dar uma aula breve... existem diferenças entre infernais e abissais. Infernais são aqueles que vivem do fogo corrompido e reinam com o medo. Abissais são demônios, vivem nas sombras e reinam não pelo medo, mas respeito por serem fortes. E então, em qual teu avô se encaixa? - Afinou os olhos ao encarar a elfa mestiça.


Draenelle
*O olhou, dando uma risadinha.*
- Ô grandão, vai ensinar clérigo a fazer ritual, é? Eu sei a diferença, e meu avô é um demônio. Abissal, tão forte que eu não consigo lidar sozinha e estou pedindo ajuda.


Joshua, General Imperial
Joshua encostou-se na cadeira, fechou os olhos e respirou fundo.
- Muito bem, verei o que posso fazer. Tentaremos juntar mais gente, apesar que... o que um demônio pode fazer contra um dragão? - Sorriu largo e se levantou indo para a porta. - Estás dispensada Draenelle. Tenha um bom resto de dia.


Draenelle
*Sorriu, levantando-se em seguida.*
- Granda dragão bobo.
*E de um soquinho de leve na cintura do bichão, saindo daquela sala e retornado ao alojamento.*


[Em andamento, próximo Alvo: Zzrill]


Última edição por Joshua Stranford em Sab 01 Mar 2014, 19:41, editado 1 vez(es)
avatar
Joshua Stranford
Admin
Admin

Mensagens : 345
Data de inscrição : 16/01/2011
Localização : Uris

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Interrogatórios pós Golpe

Mensagem por Joshua Stranford em Dom 23 Fev 2014, 20:57

Objetivo: Interrogar todos que eram próximos ao ex-comandante traidor
Objetivo realizado? PARCIALMENTE
Personagens participantes: Zzrill e Joshua


Narrador
Era um dia depois do golpe, a notícia se espalhou rápido. Investigações eram conduzidas em vários locais ao mesmo tempo. E naquela tarde, Draenelle havia saído para fazer algumas compras, deixando o arqueiro Imperial sozinho. A demora... era irritante, e graças aos seus sentidos refinados, o drow pode notar que sua morada estava cercada e a porta era batida com força.

- Apareça arqueiro Imperial, o General o está convocando!


Zzrill, Arqueiro Imperial
*ele deixara Draenelle sair para comprar coisas, para que ela não se sentisse presa ali no Quartel , e ele desconhecia muitas das coisas que uma mulher necessitava, logo deixou-a sair.  Sairia logo em seguida, pois tinha quase uma semana de papelada acumulada para resolver quando os sentidos aguçados do dtow captaram que tinham cercado a casa. A voz que lhe chamara não lhe era familiar, mas o pedido de convocação era estranho para o drow.  Ele abriu a porta e radiou um pouco da presença demoníaca dele só para mostrar que não estava para brincadeiras.  * Aqui estou.  Tem alguma informação adicional sobre o chamado do General Joshua?


Narrador
A presença demoníaca certamente assustou os guardas o que os deixavam em guarda de imediato.

- Temos ordens de te levar para a sala do interrogatório. O general o aguarda lá.


Zzrill, Arqueiro Imperial
*A cabeça do drow pendeu para um lado, com um olhar sinceramente confuso para os guardas* Interrogatório?  eu estive em missão esses últimos dias. O que será que Joshua deseja? Espero que Lei tenha o informado.  Seria um saco por tudo em papel ou ter que relatar detalhe por detalhe...


Joshua, General Imperial
- Por favor, senhor, nos acompanhe, temos ordens de te trazer sem exceções! - Certamente o soldado respeitava a posição que o arqueiro tinha, e demonstrava uma certa urgência sobre o assunto.


Zzrill, Arqueiro Imperial
*O drow tentou ser cordial com o soldado * Ei ei, calma. Eu vou. *Ele o acompanhou até a sala de interrogatórios, aonde o General-Dragão-Azul estava. Bateu continência, pois apesar de serem irmãos de armas e combates, Joshua tinha uma posição mais alta no Império * Comandante do Pelotão de Arquearia Zzrilldhrack Darrksin se apresentando, General. O que deseja saber?


Joshua, General Imperial
- Nào é necessário formalidades, arqueiro. Estamos hoje para uma conversa mais simplória. - Joshua estava encarando a janela de grades reforçadas e virou-se de leve para o drow. - Sente-se. - Apontava a mesa com as duas cadeiras, uma oposta a outra.


Zzrill, Arqueiro Imperial
Sei, conversa simplória em uma sala de interrogatório, Joshua?  Ei, eu posso ser louco, mas não sou bobo, General. * Ele se sentou enquanto olhava o Dragão *  Diga, o que quer saber de mim, General?


Joshua, General Imperial
A porta-se fechou atrás de Zzrill. Estavam livres de orelhas adicionais. - Sente-se. - Virou-se para Zzrill e se sentou também, carregava em seus braços uma pasta com a insignia da Gula.

A porta-se fechou atrás de Zzrill. Estavam livres de orelhas adicionais. Virou-se para Zzrill e se sentou também, carregava em seus braços uma pasta com a insignia da Gula. - Deixe-me perguntar antes... de tudo. Recebeu alguma carta a pelo menos dois dias atrás? - Dizia com a maior inocência. Estava de consciência limpa.


Zzrill, Arqueiro Imperial
Eu estava cuidando para que Draenelle não morresse por sete dias a fio, General. Sequer dormi, ou me alimentei direito. *Apesar daquilo, ele não parecia tão cansado * Sei que vai falar 'E por que não pediu para um curandeiro?' Pedi. O mesmo se escafedeu quando viu que as feridas que estavam aparecendo no corpo de Drae não podiam ser curadas completamente pelo poder dele.  Tive que usar minha própria energia para energizar as ervas que misturei para que ao menos as feridas fechassem. Carta?  eu ia pro meu escritório agora para verificar a papelada, general.  *Ele falava, sinceramente enquanto olhava a pasta com a insígnia da Gula * Ei, esse aí não é o meu arquivo não?


Joshua, General Imperial
- É sim... - Puxou a pasta para si. - Pois bem... ficaste tanto tempo fora e tem fontes confirmando isso aqui. Enfim... soube do que aconteceu ontem? - Mesmo se Zrill respondesse ou não, Joshua contou exatamente o que se passou no Adeptus Administratum. - Por fim, Lei que por mais que eu tenha avisado que eu era General, tentou usar isso contra mim. Sim, sou ausente como General, mas é porque tinha que cuidar de Uris, e o Imperador mesmo consentindo que eu era regente, me deu a posição de general. - Suspirou de leve. - Pois bem... Minha pergunta é... qual sua relação com Lei?


Zzrill, Arqueiro Imperial
Ontem? Não... *Ele ouviu a história. A cada minuto o drow ficava cada vez mais perplexo, enquanto ondas de energia negativa pulsavam do drow.  Ao fim da história os olhos do drow estavam brilhando com um fogo que Joshua só viu em batalha quando o drow estava perdido em sua sede de sangue.  * Relação com o Traidor, General? Ele era meu amigo. Era alguém que eu contava ao meu lado, um irmão em armas. *O chão começou a rachar devido a imensa quantidade de energia negativa que o drow emanava * Agora ele trai minha confiança?  Aonde ele está, General? Aonde está o traidor do Império?


Joshua, General Imperial
Foi apenas por alguns segundos, a presença monstruosa de Joshua se manifestou, era apenas um susto para o Drow notar o que estava fazendo. Era sua aura dracônica que muitas vezes era necessário apenas manifestar para afugentar.

- Era tudo isso, mas o que aconteceu? O fato dele trair o Império certamente é algo grande para ti, mas o que mais tem envolvido nessa história? - Joshua manifestava-se calmo perante ao assunto. - ...


Zzrill, Arqueiro Imperial
*Zzrill era muitas coisas. Drow. Demônio.  Poderoso. Lider de um batalhão que morreria e mataria por ele. Mas mesmo sendo um dos mais poderosos do Império, ele não era idiota de enfrentar um dragão cromático sozinho. E a presença dele simplesmente esmagou a energia negativa do drow, que sacudiu a cabeça para clarear os pensamentos. *  Que história, General? Eu estive cuidando de drae e não ouvi falar de nenhuma traição.  Te garanto que se tivesse ouvido, os responsáveis já estariam mortos, mesmo que o traidor fosse Lei Keylosh.  *ele olhou firme para o Dragão. * Saiba que Terânia me acolheu quando eu não tinha nada a não ser minha roupa do corpo e um arco. Você estava lá, Joshua. Você mesmo me acolheu.  Acha mesmo que eu trairia Terânia?


Joshua, General Imperial
- ... Zzrill... - Sorriu largo. - Muito bem. Eu não devo mais considerar isso um interrogatório. Sinto muito o susto, mas é uma das maneiras mais efetivas de intimidar sem me mostrar como dragão. - Deu um suspiro bem profundo. - Zzrill, nada será alterado, a única diferença que não temos um comandante agora. Lei foi exilado. Sua filha está ainda aqui para limpar o nome da família. MInami partiu. Por um momento achei que sua amizade com Lei iria interferir sobre o lado que ele tomou, mas não tenho nada a reclamar de ti, pelo contrário, admirável essa sua decisão. - Deu uma pausa só para tomar folego. - Conversei com Drae mais cedo. Vocês dois estão limpos de qualquer queixa.

Zzrill, Arqueiro Imperial
*O drow suspirou pesadamente, dissipando qualquer rastro de energia negativa  que ainda estava rondando a sala. * Desculpe-me o acesso de raiva também, General.  E que eu realmente não esperava isso de Keylosh.  E quanto Drae ela ainda está frágil devido ao tempo em Phantasmagoria.  Dê a ela algum tempo e eu verei se posso deixá-la em meu pelotão. ainda dou um jeito naquela elfa, General, Tenha serteza. * E sorriu, o sorrisinho  comum e alegre do bondoso elfo-negro*


Joshua, General Imperial
- E ela me comentou sobre o avô dela... Zzrill, o que pode me falar dele? Sabe dele?


Zzrill, Arqueiro Imperial
Eu creio ter o mesmo tanto de informação que você, ou seja: não muito.*Deu de ombros* Imagino que seja um Abissal de grande poder e não uma cria mestiça  como meu pai era.  Se quiser eu posso dar uma espiada no Mundo Inferior para ver como as coisas andam,  se quiser...


Joshua, General Imperial
- Não. Zzrill, eventualmente algumas obrigações me farão sair de Terânia, embora esteja evitando isso para servir de conselho para a Imperadora. Peço favor que toda vez que me ausentar, que permaneça como um guarda-costas dela. Achas que pode manter essa posição além de cuidar de todas as papeladas do seu escritório?


Zzrill, Arqueiro Imperial
Imperadora?  Então acharam um herdeiro para o trono...  Eu irei visitá-la assim que eu resolver a montanha de papel que se acumulou no meu escritório.  Eu acho que vou arranjar uma secretária ou duas pra fazer isso por mim. Prefiro ficar fazendo ronda a ficar preso em um escritório... *Disso o drow rolando os olhos. Era hiperativo demais para ficar preso, oras! *

Joshua, General Imperial
- Veremos isso com mais calma. - Puxou a pasta e se levantou. - Agradecido por aparecer hoje, Zzrill. Tente... não se estressar muito. - Deu um olhar de relance e saiu rindo, se referencia à quantidade de papelada do escritório do arqueiro.


Zzrill, Arqueiro Imperial
*O drow grunhiu alto, parecendo um animal ferido e se levantou sem ânimo nenhum para ir para o escritório, enquanto murmurava  'maldita papelada, vou queimar tudo e acusar um dragão passante.. sei ue vão acreditar ... ' *
avatar
Joshua Stranford
Admin
Admin

Mensagens : 345
Data de inscrição : 16/01/2011
Localização : Uris

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum